Nossa Política

Militares chineses desembarcam na Venezuela, diz site

Militares chineses desembarcam na Venezuela
Militares chineses desembarcam na Venezuela, diz site
Cerca de 120 soldados do Exército de Libertação do Povo Chinês chegaram à Venezuela no dia 28 de março e foram transferidos para instalação militar venezuelana, diz site.

Segundo relatos do site libanês Al-Masdar News, mais de 120 soldados do Exército de Libertação do Povo Chinês chegaram à Ilha de Margarita, na Venezuela, para entregar ajuda humanitária e suprimentos militares às forças do governo de Nicolás Maduro.

A chegada do Exército chinês na Venezuela ocorre poucos dias depois de as forças armadas russas terem sido enviadas ao país para instalar uma instalação militar de treinamento de helicópteros.

No entanto, este movimento pelos militares russos não veio sem críticas pesadas da administração Trump e vários congressistas dos EUA.

“Maduro apela para as mãos fora da Venezuela enquanto ele convida as forças de segurança de Cuba e da Rússia, para que ele e seus companheiros possam continuar saqueando a Venezuela. É hora de as instituições venezuelanas defenderem sua soberania. Rússia e Cuba, #HandsOffVenezuela, ”escreveu no dia 28 de março o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo.

Nesta semana, a porta-voz da diplomacia russa, Maria Zakharova, disse que militares russos vão ficar na Venezuela o tempo que fosse preciso. “Eles ocupam-se da aplicação dos acordos assinados no campo da cooperação técnica e militar. Quanto tempo? O tempo que for preciso. Enquanto for necessário ao Governo da Venezuela”, disse a porta-voz russa.

***

Atualização 04/04/2019

De acordo com o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, o país não enviou militares à Venezuela junto com um carregamento de ajuda humanitária.

“Não sei de onde vocês retiraram esta informação ou para que fins foi produzida, mas eu vou dizer o seguinte: o que eles disseram é simplesmente falso”, disse nessa terça-feira (2) o porta-voz Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, a um grupo de jornalistas.

Escreva um comentário

Categorias