Nossa Política

China envia 65 toneladas de suprimentos para a Venezuela

China envia 65 toneladas de suprimentos para a Venezuela
China envia 65 toneladas de suprimentos para a Venezuela
A China é um dos maiores aliados do presidente junto com a Rússia , que há uma semana enviou uma missão militar a Caracas denunciada como “provocação” pela Casa Branca.

Um avião da China  com 65 toneladas de remédios e suprimentos médicos chegou à Venezuela na sexta-feira , o que o regime de Nicolás Maduro celebrou como “uma vitória” diante das sanções financeiras dos Estados Unidos.

“Estamos superando o cerco alegado, o bloqueio, eles se comprometeram(…) a administração do presidente (Donald) Trump e fantoche diabólica aqui na Venezuela”, disse Tarek El Aissami, vice-presidente de economia, referindo-se ao presidente no cargo de país, Juan Guaidó.

Em comunicado à imprensa na pista do aeroporto internacional de Maiquetía, que serve a Caracas, El Aissami disse que é a ” primeira carga de vários que começam a partir deste momento “.

A carga, segundo ele, inclui antibióticos, analgésicos, medicamentos para doenças como diabetes e equipamentos médico-cirúrgicos.

Presente na cerimônia de recepção da aeronave, o embaixador chinês em Caracas, Li Baorong, assegurou que o embarque ocorre no âmbito de ” acordos de cooperação ” anteriores entre Caracas e Pequim.

Dada a grave escassez de medicamentos e suprimentos médicos na Venezuela , a entrada de ajuda internacional tornou-se um elemento central na luta pelo poder entre Maduro e Guaidó reconhecido como presidente no comando do país por mais de 50 governos.

Maduro liga a escassez com as sanções de Washington. A oposição, organizações de direitos humanos e pacientes vêm denunciando a falta de medicamentos há anos, culpando o governo socialista pela diminuição das importações em meio a uma grave crise econômica.

A China é um dos maiores aliados do presidente junto com a Rússia , que há uma semana enviou uma missão militar a Caracas denunciada como “provocação” pela Casa Branca.

A Cruz Vermelha Internacional anunciou na sexta-feira que está pronta para distribuir ” ajuda humanitária ” dentro de 15 dias para beneficiar cerca de 650 mil pessoas, mas alertou que não aceitará ” interferência ” política em seu trabalho.

Fonte: AFP

Escreva um comentário

Categorias