Nossa Política

Polícia da Nova Zelândia pede para que não se compartilhe vídeo do massacre

Polícia da Nova Zelândia pede para que não se compartilhe vídeo do massacre
Polícia da Nova Zelândia pede para que não se compartilhe vídeo do massacre
Diante do massacre, a polícia da Nova Zelândia pede “veementemente” para que as pessoas não compartilhem as cenas gravadas por um dos atiradores.

A polícia sabe que há cenas extremamente angustiantes relacionadas ao incidente em Christchurch circulando online. Recomendamos veementemente que o link não seja compartilhado. Estamos trabalhando para remover quaisquer filmagens.

Mais cedo, a polícia neozelandesa repassou informações à população logo após a ocorrência dos ataques simultâneos de atiradores contra pessoas em duas mesquitas da cidade de Christchurch.

1/5 A polícia está respondendo a um incidente muito sério e trágico envolvendo um atirador ativo no centro de Christchurch. Uma pessoa está sob custódia, no entanto, a polícia acredita que pode haver outros infratores …. Este é um incidente em evolução e estamos trabalhando para confirmar os fatos …

2/5 No entanto, podemos confirmar que houve um número de fatalidades. A polícia está atualmente em várias cenas. Entendemos que haverá muitas pessoas ansiosas, mas posso garantir aos neozelandeses que a polícia está fazendo tudo o que pode para resolver esse incidente.

3/5 Pedimos aos neozelandeses que permaneçam vigilantes e relatem imediatamente qualquer comportamento suspeito para 111. Estamos mobilizando recursos nacionalmente e o apoio está sendo trazido para o Distrito. Ainda estamos trabalhando para resolver esse incidente e continuamos a pedir a Christchurch…

4/5 …residentes para ficar dentro. Pedimos a todas as mesquitas que fechem suas portas e avisem que as pessoas se abstenham de visitar essas instalações até novo aviso.

Escreva um comentário