Nossa Política

Dallagnol abre guerra contra Raquel Dodge

Em sua conta no Twitter, o procurador Deltan Dallagnol publicou críticas à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, após suspensão da fundação da Lava Jato e o bloqueio de R$ 2,5 bilhões.
Dallagnol abre guerra contra Raquel Dodge
Em sua conta no Twitter, o procurador Deltan Dallagnol publicou críticas à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, após suspensão da fundação da Lava Jato e o bloqueio de R$ 2,5 bilhões.

Numa série de publicações em sua conta no Twitter, o procurador Deltan Dallagnol reagiu à suspensão da fundação da Lava Jato com críticas à procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Em ação apresentada junto ao STF, Dodge contesta a criação da fundação e diz que o Ministério Público Federal (MPF) não tem poderes para gerir recursos e a Justiça Federal não tem competência para homologar o acordo.

Dallagnol compartilhou reportagem do jornal O Globo e citou um trecho em que são evidentes os questionamentos acerca da decisão da PGR.

“Alvo de uma série de críticas de procuradores, nos canais internos da PGR – inclusive com pedidos de renúncia –, a chefe do Ministério Público Federal perdeu nos últimos dias dois auxiliares diretos, que pediram demissão em protesto contra sua conduta.”

Dallagnol abre guerra contra Raquel Dodge

Ainda repercutindo a publicação de O Globo, o procurador cita que a avaliação da classe [de procuradores do Ministério Público] é a de que Dodge atuou para agradar a classe política.

Segundo O Globo, “a avaliação da classe é a de que, ao atacar a iniciativa da força-tarefa de Curitiba, ela [PGR] atuou para agradar a classe política, traindo os propósitos que direcionam a instituição.”

Dallagnol abre guerra contra Raquel Dodge

Escreva um comentário