Nossa Política

Suposto assassino de Marielle tinha 117 fuzis em casa

Suposto assassino de Marielle tinha 117 fuzis em casa
Suposto assassino de Marielle tinha 117 fuzis em casa
Os fuzis M-16 estavam numa casa no Méier, na zona norte do Rio. Elas estavam sem o cano e foram encontradas em busca e apreensão nesta manhã de terça-feira (12).

A Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil do Rio de Janeiro encontrou 117 fuzis incompletos, do tipo M-16, na casa de um amigo do policial militar Ronnie Lessa no Méier, na Zona Norte do Rio. As informações são do G1.

De acordo com investigações da DH e Ministério Público, Lessa foi responsável por atirar na vereadora Marielle Franco e no motorista Anderson Gomes no dia 14 de março de 2018.

As armas, todas novas, estavam desmontadas em caixas em um guarda-roupas – só faltavam os canos.

Esta é a maior apreensão de fuzis da história do Rio, segundo o o secretário de Polícia Civil, Marcos Vinícius Braga, superando inclusive a feita no aeroporto Internacional do Rio em 2017 – na ocasião, foram encontradas 60 armas vindas dos EUA dentro de aquecedores de piscinas.

Escreva um comentário