Nossa Política

Gerente nega que candidata laranja do PSL tenha gasto R$ 380 mil em gráfica

Gerente de nega que candidata laranja do PSL tenha gasto R$ 380 mil em gráfica
Gerente nega que candidata laranja do PSL tenha gasto R$ 380 mil em gráfica
A Gráfica Itapissu, fornecedora de material de campanha de 14 candidatos do PSL, nega que candidata laranja tenha gasto R$ 380 mil em materiais de campanha.

Segundo informações da Folha, a Gráfica Itapissu aparece nas prestações de contas entregues ao TSE como fornecedora de campanha de 14 candidatos, em um total declarado de R$ 1,5 milhão. A principal concorrente que teria recorrido aos serviços da empresa é Maria de Lourdes Paixão, com R$ 380 mil.

A então candidata a deputada federal, que é secretária do PSL, recebeu a terceira maior quantia do país de dinheiro público, do PSL, quatro dias antes da eleição –R$ 400 mil, tendo declarado a aplicação de 95% desse dinheiro na gráfica, em transferências bancária no próprio dia 3 e no dia 11 de outubro, quatro dias após ter recebido apenas 274 votos no estado.

Após a Folha procurar a gráfica nos endereços informados nas notas fiscais e na Receita Federal, uma pessoa que se identificou como Paulo ligou para a reportagem e disse ser funcionário da gráfica.

Ele demonstrou espanto com o valor, em uma primeira ligação: “Trezentos e oitenta mil reais aqui? Eu acho que não viu, minha filha. Eu acho que você pegou informação errada, 380 mil reais?”

Ele não quis dar o nome completo. Em contratos da Itapissu, aparece o nome de Paulo Henrique Vasconcelos como gerente. Ele também não quis passar o contato da pessoa que figura como dona da empresa, Juliane Mirella de Carvalho. A Folha não conseguiu localizá-la.

Escreva um comentário

Categorias