Nossa Política

Beto Richa se torna réu por corrupção e organização criminosa

Beto Richa se torna réu por corrupção e organização criminosa
Beto Richa se torna réu por corrupção e organização criminosa
Na decisão assinada na sexta-feira (8) o juiz Paulo Sérgio Ribeiro se debruçou sobre o chamado “núcleo dos agentes públicos e políticos” do esquema.

Da Veja:


O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) virou réu na Operação Integração, que apura suspeitas de desvios na concessão de estradas estaduais, acusado dos crimes de corrupção passiva e organização criminosa.

Para o juiz federal substituto Paulo Sérgio Ribeiro, os depoimentos do delator Nelson Leal Júnior, aditivos assinados por Richa quando era governador, comunicações obtidas após escutas telefônicas e documentos de negociações imobiliárias em espécie são “indícios suficientes de materialidade e autoria delitivas” para que Richa responda judicialmente às acusações formuladas pelo Ministério Público Federal (MPF).

Na decisão assinada na sexta-feira 8, Ribeiro se debruçou sobre o chamado “núcleo dos agentes públicos e políticos” do esquema. Ele também tornou réus José Richa Filho, irmão do ex-governador e ex-secretário estadual de Infraestrutura, o ex-chefe de gabinete Deonilson Roldo, o ex-secretário de Relações Internacionais Ezequias Moreira Rodrigues, o ex-assessor Ricardo Rached, o ex-diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER) Nelson Leal Júnior, os diretores da Agepar (agência de fiscalização do Paraná) Maurício de Sá Ferrante e José Alfredo Stratmann, e Aldair Wanderley Petry, diretor do DER.

(…)


Escreva um comentário

Categorias