Nossa Política

Villas Bôas elogia Bolsonaro por liberar país de amarras ideológicas

Villas Bôas elogia Bolsonaro por liberar país de amarras ideológicas
Villas Bôas elogia Bolsonaro por liberar país de amarras ideológicas
Segundo ele, que evitou citar nomes, a eleição de Jair Bolsonaro trouxe uma “liberação das amarras ideológicas que sequestraram o livre pensar” no país.

Da Folha:


O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, elogiou a capacidade de Eduardo Villas Bôas de conter ímpetos antidemocráticos entre militares em discurso na cerimônia de passagem de comando do Exército, nesta sexta-feira (11).

“O general Villas Bôas é reconhecido pelo seu carisma de líder equilibrado, mas grandes feitos não podem ser medidos por olhos rasos”, discursou Azevedo.

“A maior entrega deste comandante é o que ele conseguiu evitar. Foram tempos que colocaram à prova a postura do Exército como organismo de Estado, isento da política e obediente ao regramento democrático”, afirmou o ministro.

“Bandeira esta [que serviu] como parceria do cotidiano militar e induziu a disciplina consciente como modelo de comportamento”, prosseguiu Azevedo. Villas Bôas, ele concluiu, “fez do Exército solução, não parte do problema”.

O general Edson Leal Pujol assumiu o comando do Exército depois de quatro anos da gestão de Villas Bôas, que passou pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e uma crise política e econômica severa.

(…)

Emocionado, Villas Bôas teve suas lágrimas enxugadas por um auxiliar. Bolsonaro o abraçou mais de uma vez. A primeira-dama, Michelle, sentada ao lado de Cida, mulher do ex-comandante, ambas fora do palco, cumprimentou-o depois do encerramento.

Em sua despedida, o general adotou um discurso duro. Segundo ele, que evitou citar nomes, a eleição de Jair Bolsonaro trouxe uma “liberação das amarras ideológicas que sequestraram o livre pensar” no país.

(…)


1 comentário