Nossa Política

Maduro rompe relações com os EUA e expulsa diplomatas americanos

Maduro rompe relações com os EUA e expulsa diplomatas americanos
Maduro rompe relações com os EUA e expulsa diplomatas americanos
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou o rompimento das relações diplomáticas com o governo dos EUA. E deu 72 horas para que os diplomatas americanos sejam retirados do país.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, dirigiu-se ao país nesta quarta-feira (23) a partir da varanda do povo no Palácio de Miraflores (sede do governo), onde anunciou a ruptura total das relações diplomáticas e políticas com o governo dos Estados Unidos. UU.), Por estar envolvido em um golpe contra a democracia venezuelana.

O chefe de Estado denunciou que o executivo norte-americano está dirigindo uma operação para impor um “governo fantoche” na Venezuela que entregará a nação aos interesses das corporações transnacionais.

“Eles têm a ambição de petróleo, gás e ouro, dizemos a eles: essas riquezas não são suas, pertencem ao povo da Venezuela e é assim que será para sempre”, alertou.

“Somente o povo venezuelano coloca e remove os presidentes”, afirmou, enquanto rejeitou o golpe no quadro de “uma política intervencionista que quer colocar a América Latina e o Caribe como um quintal” dos Estados Unidos.

A este respeito, o líder venezuelano lembrou que “nossos problemas são resolvidos em casa, sempre contando com o povo, a classe trabalhadora, a FANB, as mulheres. Ninguém deve se envolver nos assuntos internos da Venezuela!”.

Finalmente, o presidente Nicolás Maduro fez um apelo à calma da população: “Nervos de aço, calma e sanidade (…) ninguém se rende aqui e nós estamos indo para a vitória da paz”, disse ele.

“Vamos dizer não à violência, não ao golpe (…) mobilização máxima e permanente combatividade popular em todas as comunidades, paróquias e estados do país”, concluiu.

Com informações da Telesur.

Escreva um comentário

Categorias