Nossa Política

Jornais italianos repercutem a prisão de Cesare Battisti

Jornais italianos repercutem a prisão de Cesare Battisti
Jornais italianos repercutem a prisão de Cesare Battisti
Jornais italianos repercutiram a prisão de Cesare Battisti em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, no início da noite deste sábado (12).

O jornal La Repubblica divulgou a notícia da prisão de Cesare Battisti, repercutindo uma informação do assessor especial de Jair Bolsonaro, Felipe Martins:

Mais uma confirmação veio de Filipe Martins, assessor especial do presidente da república, Jair Bolsonaro. “O terrorista italiano Cesare Battisti foi preso na Bolívia e em breve será trazido para o Brasil, de onde provavelmente será enviado à Itália, para que possa cumprir pena de prisão perpétua segundo a decisão da justiça italiana”, escreve Martins em seu perfil no Twitter. Uma equipe especial da Interpol com agentes italianos foi presa. No momento de sua prisão, Battisti tinha uma barba falsa e bigode.

Ele caminhava por uma rua em Santa Cruz de la Sierra, uma cidade populosa do interior da Bolívia. O transeunte tinha uma barba falsa e, acima de tudo, tinha em seu bolso um documento de identidade brasileiro com um nome e sobrenome, Cesare Battisti, e uma data de nascimento, 18 de dezembro de 1954. Às 17h de sábado, 12 de janeiro, 22 na Itália, uma equipe especial da Interpol formada por investigadores italianos capturou o terrorista-assassino de 64 anos Cesare Battisti, um fugitivo a partir de dezembro de 2018, após a revogação do status de residente permanente no Brasil e a ordem de extradição do presidente Michel Temernarrou o Corriere della Sera.

A agência Ansa relata a mensagem de Eduardo Bolsonaro a Matteo Salvini, ministro do interior da Itália:

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, celebra no Twitter a prisão do ex-terrorista Cesare Battisti, capturado em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia: “Matteo Salvini, o ‘presentinho’ está chegando”, escreve . “Battisti está preso! A democracia é mais forte que o terrorismo”. Assim afirmou o embaixador italiano no Brasil, Antonio Bernardini.

O TGCOM24, da Mediaset, publicou a informação também veiculada pelo assessor de Bolsonaro através do Twitter:

O ex-terrorista Cesare Battisti foi preso na Bolívia. Vários meios de comunicação brasileiros relatam isso, citando Filipe Martins, assessor especial do presidente da república, Jair Bolsonaro. “O terrorista italiano Cesare Battisti foi preso e em breve será trazido para o Brasil, de onde provavelmente será enviado à Itália, para que possa cumprir pena de prisão perpétua, de acordo com a decisão da justiça italiana”, escreve Martins no Twitter.

Battisti era considerado foragido desde o dia 14 de dezembro. A PF fez mais de 30 diligências para encontrá-lo, sem sucesso. Ele teve a prisão determinada pelo ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal). Ainda não há informações sobre os próximos passos de Battisti.

Escreva um comentário