Nossa Política

Der Spiegel: Bolsonaro é uma ameaça à Amazônia

Der Spiegel: Bolsonaro é uma ameaça à Amazônia
A revista alemã Der Speiegel, uma das mais respeitadas publicações da Europa, publicou uma reportagem em que mostra o presidente Jair Bolsonaro como uma ameaça à floresta amazônica.  

A revista Der Spiegel, uma das maiores publicações da Europa, com uma circulação semanal de 840 mil exemplares, estampou em sua capa uma matéria sobre Jair Bolsonaro, que o aponta como uma ameaça à floresta amazônica.

Confira trechos da reportagem da Der Spiegel:

Bolsonaro, por sua vez, é amigo de criadores de gado, lenhadores, garimpeiros e produtores de soja – os mesmos tipos de pessoas que representam uma ameaça à floresta tropical. Seus representantes no Congresso Nacional, os representantes da indústria agrícola brasileira, têm um poderoso lobby, e apoiaram Bolsonaro durante sua campanha eleitoral.

Ele agora está mostrando sua gratidão com um gesto que ameaça a maior floresta tropical do planeta. Um dia depois de assumir o cargo, despojou a Fundação Nacional do Índio (Funai), responsável pela proteção dos povos indígenas desde 1967, de seu poder. De acordo com a Constituição Brasileira, a autoridade é encarregada de identificar os habitats tradicionais dos povos indígenas e designá-los como territórios protegidos e invioláveis.

Bolsonaro quer se livrar do que ele chama de “ativismo ambiental” de seus antecessores e tuitou que os povos indígenas foram “explorados e manipulados pelas ONGs”. Ele vê a população indígena como vítima de ideólogos de esquerda que agiram em nome de potências internacionais para retirar o Brasil da região amazônica e as matérias-primas encontradas lá.

É essa teoria da conspiração que impulsiona o Bolsonaro. Sua política amazônica nem mesmo leva em conta a política econômica do próprio país, muito menos os efeitos que teria sobre a mudança climática. A política é parte de uma contrarrevolução de direita.

Escreva um comentário