Nossa Política

Miliciano preso no Rio é investigado pela morte de Marielle

Miliciano preso no Rio é investigado pela morte de Marielle
Miliciano preso no Rio é investigado pela morte de Marielle
Contra Renatinho Problema, como é conhecido, há dois mandados de prisão preventiva por homicídio e associação criminosa (emitidos em junho de 2016 e em julho deste ano).

Do jornal O Dia:


Policiais da 82ª DP (Maricá) prenderam, na manhã desta terça-feira, Renato Nascimento dos Santos, apontado como um dos líderes da quadrilha de Orlando Curicica e suspeito de envolvimento nas mortes da vereadora Marielle Franco e Anderson Gomes. Ele foi preso em Guapimirim, na Baixada Fluminense. Uma linha de investigação apura se Renatinho estava no carro que levava o assassino da vereadora e do motorista. As informações foram dadas inicialmente pelo site G1.

Contra Renatinho Problema, como é conhecido, há dois mandados de prisão preventiva por homicídio e associação criminosa (emitidos em junho de 2016 e em julho deste ano). Ao contrário do que informado anteriormente, nenhuma das ordens judiciais tem relação com o caso Marielle, mas o preso será ouvido pela Delegacia de Homicídios e será apurada sua participação no crime contra a parlamentar e o motorista.

“Não está preso por esse crime (Marielle e Anderson). Ele é um dos cabeças da quadrilha de Orlando Curicica, suspeito das mortes, então a Delegacia de Homicídios que vai investigar sua ligação, o caso é sigiloso”, disse a delegada Carla Tavares, da 82ª DP, ao DIA. A Divisão de Homicídios foi informada da prisão e deve ouvir ainda hoje Renatinho e o outro preso. Segundo o site G1, a delegada havia afirmado inicialmente que um dos mandados seria pela morte de Marielle e Anderson, mas voltou atrás.

(…)


Escreva um comentário