Nossa Política

Maduro afirma que vai armar milícia bolivariana até os dentes

Maduro afirma que vai armar milícia bolivariana até os dentes
Maduro afirma que vai armar milícia bolivariana até os dentes
A milícia, criada pelo falecido presidente Hugo Chávez em 2008, é composta de civis voluntários e depende da Presidência e complementa as Forças Armadas da Venezuela.

O presidente da Venezuela , Nicolás Maduro , disse nesta terça-feira (18) que a milícia bolivariana tem 1,6 milhões de membros, mais que o triplo do registrado no início deste ano, e que sua principal missão é a “defender” o país do que tem sido descrito como possíveis agressões externas dos Estados Unidos, Colômbia e Brasil.

A milícia, criada pelo falecido presidente Hugo Chávez em 2008, é composta de civis voluntários, depende da Presidência e complementa as Forças Armadas.

O presidente disse que os militares agora formam um total de 1,66 milhão de homens e mulheres em todo o país e tem que cumprir três missões: a “inteligência e contra-inteligência popular” proteger o território e ser “defensiva”.

“Vamos armar a milícia bolivariana até os dentes”, disse ele, sem dar detalhes de quantos milicianos atualmente têm armas.

Pode ser que “uma força imperialista invasora entre em algum lugar na pátria, mas o que os imperialistas podem saber é que eles não sairão daqui vivos (…)arrancarão o coração do inimigo”, acrescentou o presidente em ato transmitido pela televisão estatal.

A Venezuela se defenderá de “oligarcas (…) vindos de Bogotá ou vindos de Brasília”, disse Maduro. O presidente venezuelano não foi convidado para a posse do presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro.

As informações são do jornal El Comercio, do Peru.

Escreva um comentário