Nossa Política

Aumenta a pressão para a expulsão de Aécio do PSDB

Aumenta a pressão para a expulsão de Aécio do PSDB
Aumenta a pressão para a expulsão de Aécio do PSDB
Em almoço da bancada do PSDB no Senado, no gabinete de Tasso Jereissati, nesta terça (11), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) também criticou Aécio.

Deu na Folha:


A nova investida da Polícia Federal contra o senador mineiro Aécio Neves o submeteu a patamares elevados de pressão para que saia do PSDB.

Ex-presidente do partido, o senador Tasso Jereissati (CE) se disse surpreso com as revelações da Operação Ross sobre uma suposta mesada de R$ 54 mil ao tucano paga pela JBS.

“É estranho. Se for verdade, é muito sério”, disse Tasso. “Aécio já prejudicou muito o partido.”

Em almoço da bancada do PSDB no Senado, no gabinete de Tasso, nesta terça, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) também criticou Aécio.

“Ele provocou o furacão e escapou da tempestade”, disse o paraibano, referindo-se à eleição do mineiro para a Câmara, a despeito do encolhimento geral do PSDB por conta do envolvimento em escândalos de corrupção.

Na Câmara, deputados tucanos defendem reservadamente a abertura de um processo de expulsão do mineiro, que na eleição de outubro se elegeu para uma vaga na Casa.

O Conselho de Ética do PSDB está instalado há cerca de dez dias com o deputado Samuel Moreira (SP) na presidência para analisar outros pedidos de expulsão como a do ex-governador paulista Alberto Goldman e do prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

(…)


1 comentário