Notícias

Cachorro é morto brutalmente em unidade do Carrefour

Cachorro é morto brutalmente em loja do Carrefour

Cachorro é morto brutalmente em unidade do Carrefour

Com ferimentos graves, o cachorro chegou a ser socorrido pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), mas não resistiu e morreu.

A rede de supermercados Carrefour está no centro de uma polêmica. Na última quarta-feira (28), um segurança do supermercado teria espancado um cachorro na unidade de Osasco da rede, em São Paulo.

A denúncia feita nas redes sociais mostra imagens do animal com as patas traseiras feridas e marcas de sangue no chão da loja. Defensores dos animais e ativistas dizem ainda que houve tentativa de envenenamento do animal.

Com ferimentos graves, o cachorro chegou a ser socorrido pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), mas não resistiu e morreu. Uma versão de atropelamento chegou a ser levantada, mas logo foi contestada por outros funcionários que teriam testemunhado o ocorrido e dito que o animal teria sido agredido a pauladas.

Um laudo determinará a causa da morte. O cachorro estava na loja de Osasco havia alguns dias e chegou a receber água e alimentos dos funcionários do local. Ainda de acordo com denúncias nas redes sociais, o segurança da loja teria agredido o cachorro após uma suposta ordem de seu superior para “limpar” o mercado, que receberia naquele dia visita de executivos da empresa.

Nas redes sociais da empresa, as postagens mais recentes do estão repletas de comentários cobrando justiça e boicote. Internautas estão se mobilizando para evitar as compras de Natal na rede e espalhando para amigos e familiares. Não há posts novos desde o dia 30 de novembro, quando o caso ganhou repercussão na internet.

De acordo com a Folha de S.Paulo, no sábado (1), Beatriz Silva, presidente da ONG Bendita Adoção, e uma advogada foram à loja e disseram em transmissão pelo Facebook que testemunhas confirmaram a agressão. Na noite de sábado, um grupo protestou na unidade.

Nas redes sociais, a empresa respondeu aos usuários afirmando que está apurando a denúncia e que repudia qualquer tipo de maus-tratos. À imprensa, a rede explicou ainda que afastou a equipe responsável pela segurança no dia até que tudo seja esclarecido. Leia a íntegra:

“A rede informa que repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos. Esclarece ainda que, preventivamente, afastou a equipe responsável pela segurança do local no dia da ocorrência até que a rigorosa apuração em curso seja concluída e as devidas providências adotadas. Reforça também que, assim que notou a presença do animal nas dependências da loja, o acolheu, oferecendo água e comida, até que a equipe do Centro de Controle de Zoonoses de Osasco chegasse ao local para o devido atendimento.”

Com informações de agências.

Deixe um Comentário!