Mundo

Trump manda retirar credencial de jornalista

Trump manda retirar credencial de jornalista

Trump manda retirar credencial de jornalista

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Pediu para retirar credenciais do jornalista Jim Acosta, da CNN, após discordar de uma pergunta em coletiva.

Do Washington Post:


A Casa Branca suspendeu as credenciais de imprensa do repórter da CNN, Jim Acosta, na quarta-feira (7), horas depois de o presidente Trump ter discordado das perguntas que Acosta fez em uma entrevista coletiva.

Acredita-se que a medida para punir Acosta, ao remover seu acesso à Casa Branca, seja inédita. Trump proibiu outro repórter da CNN de participar de um evento de mídia aberto em julho, mas até agora não foi tão longe quanto a remoção de uma credencial, conhecida como “hard pass”, que permite que um jornalista entre no terreno da Casa Branca.

A secretária de imprensa Sarah Sanders citou o breve confronto de Acosta com um assessor de imprensa da Casa Branca durante a coletiva de imprensa do meio-dia de Trump como a razão para suspender seu passe de imprensa “até novo aviso”.

Durante a sessão de 90 minutos na Casa Branca, Trump disparou contra Acosta depois que o repórter perguntou se o presidente havia “demonizado os imigrantes” chamando uma caravana de migrantes da América Central de “uma invasão”. Depois de um longo e tenso movimento de ida e volta, uma estagiária da Casa Branca tentou pegar o microfone de Acosta.

Acosta segurou-o e ergueu um braço para protegê-lo, fazendo o contato com o ajudante. “Perdoe-me, senhora,” ele disse a ela.

Após a troca, Trump disse a Acosta: “A CNN deveria ter vergonha de ter você trabalhando para eles. Você é uma pessoa grosseira e terrível. Você não deveria estar trabalhando para a CNN. Você é uma pessoa muito rude. A maneira como você trata Sarah Huckabee é horrível. E a maneira como você trata as outras pessoas é horrível. Você não deve tratar as pessoas desse jeito.”

Na noite de quarta-feira, Sanders acusou Acosta de “colocar as mãos em uma mulher jovem” e disse que foi por esses motivos que a credencial de imprensa de Acosta estava sendo suspensa.

“O presidente Trump acredita em uma imprensa livre e espera e acolhe questões difíceis sobre ele e sua administração”, disse Sanders em um comunicado. “Nós, no entanto, nunca toleraremos um repórter colocando as mãos em uma jovem mulher que está apenas tentando fazer seu trabalho como estagiária da Casa Branca. Esta conduta é absolutamente inaceitável. Também é completamente desrespeitoso para os colegas do repórter não permitir que tenham a oportunidade de fazer uma pergunta. ”

(…)


Deixe um Comentário!