Política

Planilha investigada pela PGR indica mais um repasse via caixa 2 a Lorenzoni

Planilha investigada pela PGR indica mais um repasse via caixa dois a Lorenzoni

Planilha investigada pela PGR indica mais um repasse via caixa 2 a Lorenzoni

Planilha entregue por delatores da JBS à Procuradoria-Geral da República (PGR) sugere que o ministro da Casa Civil de Bolsonaro recebeu R$ 100 mil via caixa 2.

De acordo com informações de Rubens Valente, na Folha de S.Paulo, uma planilha entregue por delatores da JBS à PGR (Procuradoria-Geral da República) sugere que o futuro ministro da Casa Civil, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), recebeu via caixa dois uma segunda doação eleitoral, por ele não admitida até agora.

No ano passado, o parlamentar confessou ter obtido da empresa, para a campanha de 2014, R$ 100 mil não declarados à Justiça Eleitoral.

O documento agora revelado mostra que ele recebeu outros R$ 100 mil em 2012. O pagamento a “Onyx-DEM” foi feito em 30 de agosto daquele ano, em meio às eleições municipais. Segundo os colaboradores, o dinheiro foi repassado em espécie.

Na época, o deputado não concorreu a cargos eletivos, mas era presidente do DEM no RS e apoiou vários candidatos. Nos registros do Tribunal Superior Eleitoral, não consta doação oficial da JBS ou da J&F — holding que a controla— para a sigla naquelas eleições.

Os executivos da JBS relataram esquemas de caixa dois de 2006 a 2014.

Confira a matéria na íntegra aqui.

Deixe um Comentário!