Educação

A opinião do futuro ministro da Educação sobre o Enem

 A opinião do futuro ministro da Educação sobre o Enem

A opinião do futuro ministro da Educação sobre o Enem

Para Veléz, “(as provas do Enem servem) mais como instrumentos de ideologização do que como meios sensatos para auferir a capacitação dos jovens no sistema de ensino”.

Do BR18:


Ricardo Vélez-Rodríguez explicitou em seu blog o que planeja para o MEC. Em texto publicado no último dia 7, o novo ministro da Educação afirma que irá trabalhar por uma “refundação” do ensino contra “uma doutrinação de índole cientificista e enquistada na ideologia marxista travestida de ‘revolução cultural gramsciana’”. Dentre seus alvos contra a “atual burocracia gramsciana”, estaria as provas do Enem. ” (As provas do Enem servem) mais como instrumentos de ideologização do que como meios sensatos para auferir a capacitação dos jovens no sistema de ensino”.

“Aposto, para o MEC, numa política que retome as sadias propostas dos educadores da geração de Anísio Teixeira, que enxergavam o sistema de ensino básico e fundamental como um serviço a ser oferecido pelos municípios, que iriam, aos poucos, formulando as leis que tornariam exequíveis as funções docentes”, disse. “‘Menos Brasília e mais Brasil’, inclusive no MEC.”


Deixe um Comentário!