Esportes

Esporte não será prioridade vez no governo Bolsonaro

Esporte não terá vez no governo Bolsonaro

Esporte não terá vez no governo Bolsonaro

Para o ministro do Esporte, Leandro Cruz, a pasta não terá prioridade no governo Bolsonaro, cuja principal bandeira é a redução de ministérios.

De acordo com reportagem da Folha, um dos sacrificados deve ser o Ministério do Esporte. Para o atual ministro, Leandro Cruz, que assumiu a pasta em abril, “os cortes são uma realidade [da fusão ministerial] e o Esporte é uma vítima”.

O movimento que vem sendo orquestrado pelo governo Bolsonaro aponta que, a partir do ano que vem, o Esporte deve ganhar status de secretaria e tornar-se subordinado ao Ministério da Educação, assim como a Cultura. Em entrevista à Folha, Cruz afirma que tal mudança acarretará em redução do orçamento e menor espaço nas pautas de Estado.

“Já fui secretário [de 2016 a 2018, na Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social] e sei que não é a mesma coisa [que ser ministro]. A capacidade de interlocução é outra. [Ministro] fala com ministro, com o Presidente da República, não com secretários e diretores. É a isso que vai ser relegado o esporte brasileiro”, afirmou.

Deixe um Comentário!