Mundo

CNN processa Trump e Casa Branca

CNN processa Trump e Casa Branca

CNN processa Trump e Casa Branca

A CNN entrou com uma ação na Justiça americana contra o presidente Trump e vários de seus assessores, buscando a imediata restauração do acesso do correspondente da Casa Branca, Jim Acosta.

Da CNN:


A CNN entrou com uma ação contra o presidente Donald Trump e vários de seus assessores, buscando a imediata restauração do acesso do correspondente da Casa Branca, Jim Acosta, à Casa Branca.

O processo é uma resposta à suspensão, pela Casa Branca, do passe de imprensa de Acosta, conhecido como “passe difícil” do Serviço Secreto, na semana passada. A ação alega que Acosta e os direitos da Primeira e da Quinta Emenda da CNN estão sendo violados pela proibição.

O processo foi apresentado no Tribunal Distrital dos EUA em Washington, D.C., na manhã de terça-feira. Foi marcada e atribuída ao juiz Timothy J. Kelly, nomeado por Trump. O juiz deu aos réus um prazo de 11 horas da quarta-feira para apresentar as respostas ao processo. Ele agendou uma audiência para quarta-feira às 15h30.

Tanto a CNN quanto a Acosta são demandantes no processo. Há seis réus: Trump, o chefe de gabinete John Kelly, a secretária de imprensa Sarah Sanders, o vice-chefe de gabinete de comunicação Bill Shine, o diretor do Serviço Secreto Randolph Alles e o funcionário do Serviço Secreto.

Os seis acusados ​​são todos nomeados por causa de seus papéis em fazer cumprir e anunciar a suspensão de Acosta.

“Este não é um passo que tomamos de ânimo leve. Mas a ação da Casa Branca é sem precedentes”, disse o presidente da CNN Worldwide, Jeff Zucker, em um memorando interno aos funcionários.

Sanders respondeu ao processo dizendo que a CNN é “grandiosa” ao processar. Ela disse que a administração irá “defender-se vigorosamente”.

Em uma declaração na manhã de terça-feira, a CNN disse que está buscando uma liminar para que Acosta possa retornar à Casa Branca imediatamente, e uma decisão do tribunal impedindo a Casa Branca de revogar o passe de Acosta no futuro.

“A CNN entrou com uma ação contra a administração Trump esta manhã no Tribunal Distrital de DC”, dizia o comunicado. “Exige o retorno das credenciais da Casa Branca do correspondente da Casa Branca da CNN, Jim Acosta. A revogação injusta dessas credenciais viola os direitos da CNN e da Primeira Emenda de Acosta à liberdade de imprensa, e os direitos da Quinta Emenda ao devido processo. Pediu a este tribunal uma ordem de restrição imediata exigindo que o passe fosse devolvido a Jim, e buscará alívio permanente como parte deste processo.”

(…)


Deixe um Comentário!