Política

Haddad: Bolsonaro deixou rastros ao receber doações de empresários

Haddad: Bolsonaro deixou rastros ao receber doações de empresários

Haddad: Bolsonaro deixou rastros ao receber doações de empresários

Jair Bolsonaro deixou rastros ao receber dinheiro sujo para a campanha de difamação contra o adversário Fernando Haddad nas redes sociais.

Do Valor:


O PT analisa nesta quinta-feira uma série de medidas judiciais que serão tomadas para apurar o que a campanha de Fernando Haddad à Presidência aponta como crimes de organização criminosa, caixa dois, calúnia e difamação, lavagem de dinheiro da candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) para financiar a propagação de mensagens de WhatsApp com doações empresariais ilegais e ilícitas.

Reportagem da “Folha de S.Paulo” publicada nesta quinta mostra o envolvimento de empresas na compra de pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp, com contratos que podem chegar a R$ 12 milhões. A prática é ilegal.

Fernando Haddad afirmou no início desta tarde que o PT já tem um levantamento “de vários empresários que participaram” do suposto esquema, e que o partido exigirá que tais testemunhas sejam ouvidas em investigações conduzidas pela Polícia Federal.

“Ele [Bolsonaro] deixou rastro e nós vamos atrás do rastro para saber todo mundo que botou dinheiro sujo numa campanha de difamação”, afirmou Haddad, nesta quinta-feira. O candidato disse ainda que podem ser pedidas prisões em flagrante ou preventivas. O partido também formulou uma denúncia na Organização de Estados Americanos (OEA) de fraude internacional.

“Já sabemos vários que participaram. E estão vindo à tona os nomes, que nos vamos evidentemente preservar, mas pedir investigação junto à Polícia Federal.”

(…)


Deixe um Comentário!