Notícias

Filho de Bolsonaro pede a eleitores para filmar a urna; ato é crime eleitoral

Filho de Bolsonaro pede a eleitores para filmar a urna; ato é crime eleitoral

Filho de Bolsonaro pede a eleitores para filmar a urna; ato é crime eleitoral

O ato de filmar ou registrar com foto o momento do voto é crime eleitoral. A Lei Eleitoral 4737/65 proíbe que se tire qualquer tipo de foto ou grave vídeos durante a votação, incluindo fotos da urna e selfies na cabine.

Do UOL:


O candidato a deputado federal pelo PSL, Eduardo Bolsonaro, filho do capitão da reserva Jair Bolsonaro (PSL), pediu em suas redes sociais para que os eleitores gravem e façam filmes ao vivo de seus locais de votação.

O ato de filmar ou registrar com foto o momento do voto é crime eleitoral. A Lei Eleitoral 4737/65 proíbe que se tire qualquer tipo de foto ou grave vídeos durante a votação, incluindo fotos da urna e selfies na cabine. A lei foi criada com a intenção de se proteger o sigilo do voto, impedindo, por exemplo, que um cidadão tire uma foto para comprovar que votou em determinado candidato.


3 Comentários

  • E o que ele está fazendo não é crime? Vão deixar por isso mesmo, como fizeram com o pai dele, que há anos abusa de prerrogativas parlamentares para difamar, ofender, injuriar outros parlamentares e pessoas? Ou como fizeram com Moro, o juiz que faz política no tribunal e fica por isso mesmo?

Deixe um Comentário!