Notícias

Raquel Dodge fará resistência a Bolsonaro

Antipetista, Raquel Dodge fará resistência a Bolsonaro

Raquel Dodge fará resistência a Bolsonaro

Cogita-se que, se eleito, Jair Bolsonaro pode indicar para a PGR um procurador do Ministério Público Militar e não reconduzir Raquel Dodge a um segundo mandato.

De Lauro Jardim, no Globo:


A resistência

A equipe de Raquel Dodge está tensa com a perspectiva da eleição de Jair Bolsonaro. Embora a maioria seja formada de antipetistas, a fama de Bolsonaro na PGR é ainda pior, principalmente por suas posições em relação aos direitos humanos e ao meio ambiente. A defesa da derrubada de árvores, feita pelo general Oswaldo Ferreira, provável ministro dos Transportes de Bolsonaro, que disse que antigamente “não tinha o MP para encher o saco”, foi muito mal recebida. A avaliação é que caberá a Raquel ser a resistência a Bolsonaro – e ela não pensa muito diferente.

Sem recondução

Raquel já comentou com pessoas próximas que sabe serem nulas as chances de uma recondução ao cargo de PGR com a eleição de Bolsonaro, que foi denunciado por ela ao STF por racismo. Seu mandato expira em setembro.

O medo

O temor na PGR é que Bolsonaro não respeite a lista tríplice e nomeie um integrante do Ministério Público Militar como procurador-geral. A Constituição diz que o presidente deve escolher como PGR qualquer integrante do Ministério Público da União, que abrange também o MP Militar.


3 Comentários

Deixe um Comentário!