Esportes

Barcelona deve punir Ronaldinho e Rivaldo por terem apoiado Bolsonaro

Barcelona deve punir Ronaldinho e Rivaldo por terem apoiado Bolsonaro

Barcelona deve punir Ronaldinho e Rivaldo por terem apoiado Bolsonaro

De acordo com jornal espanhol, o Barcelona vê com preocupação o voto explícito dos ex-jogadores às posições totalitárias contra a defesa dos direitos humanos defendidas por Bolsonaro.

O jornal espanhol Sport, noticiou que o Barcelona não viu com bons olhos o apoio explícito de seus ex-jogadores Ronaldinho e Rivado às posições homofóbicas, misóginas e racistas de Jair Bolsonaro e deve punir os brasileiros que são embaixadores do clube em eventos patrocinados.

A seguir a tradução do artigo publicado pelo Sport e traduzida pelo NOSSA POLÍTICA:

A posição de Ronaldinho em favor de Jair Bolsonaro como futuro presidente do Brasil surpreendeu pelas posições extremas e antagônicas aos valores incorporados não apenas pelo FC Barcelona, mas também pela sociedade em geral. A homofobia, a misoginia e o racismo que Jair Bolsonaro proclamou ao longo dos seus mais de 30 anos de carreira política e que exaltou durante a campanha eleitoral são inaceitáveis do ponto de vista do Barça, uma vez que o clube catalão é um dos que mais se posicionaram internacionalmente contra Bolsonaro.

Ronaldinho se posicionou ao lado de Bolsonaro quando ele pediu explicitamente seu voto. Este detalhe causou sensação na Catalunha, porque Ronaldinho é embaixador do FC Barcelona e representa o clube em todo o mundo.

O Barcelona não quer posicionar publicamente a respeito da posição de Ronaldinho, mas não as compartilha e as vê incompatíveis com os valores da organização. Portanto, altos escalões do clube decidiram diminuir a sua presença em eventos institucionais, como patrocinador ou mesmo amistosos de Legends em que Ronaldinho participaram de forma intermitente.

A questão que o clube tem visto com preocupação não é o fato de o jogador se posicionar  e pedir um voto democraticamente, mas dar o voto explícito de posições totalitárias contra a defesa dos direitos humanos, independentemente do que vai acabar sendo a ação do governo.

Ronaldinho tem um acordo comercial com o Barcelona, pelo qual o clube cobra pela participação em eventos. O papel de Ronaldinho não é diferente do de Rivaldo, que colabora regularmente nos atos Legends ou Penya. Assim, Rivaldo, que também apoia publicamente Bolsonaro, também perderá sua parte nos eventos do clube catalão.

Deixe um Comentário!