Escavadeira

Relembre: Temer extinguiu o Ministério da Cultura

Relembre: Temer extinguiu o Ministério da Cultura

Relembre: Temer extinguiu o Ministério da Cultura

Ao assumir a presidência da República por meio de um golpe de estado, Michel Temer extinguiu o Ministério da Cultura. Após protestos, porém, foi obrigado a recriar a pasta.

A reportagem de Camila Moraes, no El País, mostrava que Michel Temer fundiu o Ministério da Cultura com o Ministério da Educação, com evidentes prejuízos para a primeira pasta. Com status de secretaria, o antigo ministério ficou a cargo do deputado, então ministro, Mendonça Filho (DEM-PE), herdeiro da agroindústria, que tem em seu currículo uma atuação mais ligada a iniciativas empresariais, sem expertise em Cultura.

Em 2003, o ministério deixou de atender somente demandas específicas de fomento e passou a pensar em políticas culturais. Era o início da gestão de Lula, que com os ministros Gilberto Gil e Juca Ferreira (PT), estabeleceu um orçamento crescente para a pasta.

Na ocasião, o então ministro de Dilma, Juca Ferreira, se pronunciou sobre a então eventual fusão de Cultura e Educação sob Temer, afirmando que “seria um retrocesso muito grande”.

Poucos dias após a extinção do ministério, Michel Temer cedeu aos apelos de manifestantes e resolveu recriá-lo por meio de Medida Provisória.

 

Deixe um Comentário!