Notícias

Jarbas Passarinho como Geisel: Bolsonaro era mau militar

Jarbas Passarinho como Geisel: Bolsonaro era mau militar

Jarbas Passarinho como Geisel: Bolsonaro era mau militar

Assim como o general Ernesto Geisel, o ex-ministro Jarbas Passarinho (1920-2016) sabia quem era Jair Bolsonaro: um mau militar.

Em entrevista ao Terra Magazine, o ex-ministro Jarbas Passarinho foi enfático ao ouvir, o nome de Jair Bolsonaro: “Ah, esse homem eu nunca pude suportar!”. E mais adiante, considera que o deputado não representava as Forças Armadas. “Ele irrita muito os militares”.

– Já tive com ele (Bolsonaro) aborrecimentos sérios. Ele é um radical e eu não suporto radicais, inclusive os radicais da direita. Eu não suportava os radicais da esquerda e não suporto os da direita. Pior ainda os da direita, porque só me lembram o livrinho da Simone de Beauvoir sobre “O pensamento de direita, hoje”: “O pensamento da direita é um só: o medo”. O medo de perder privilégios.

Questionado sobre a polêmica de Bolsonaro com Preta Gil, ao responde-la que consideraria uma “promiscuidade” o seu filho namorar com uma negra, Passarinho respondeu:

“Se alguém me procurar sobre isso, eu me recuso a dar opinião. Recuso porque eu tenho por ele uma verdadeira idiossincrasia. Foi mau militar, só se salvou de não perder o posto de capitão porque foi salvo por um general que era amigo dele no Superior Tribunal Militar (STM). O ministro (do Exército), que era o Leônidas (Pires Gonçalves), rompeu com esse general por causa disso (em 1986, Bolsonaro liderou um protesto pelo aumento do soldo dos militares). Ele começou a se projetar quando aluno da escola de aperfeiçoamento de capitães. Deu uma entrevista falando dos baixos salários que nós recebíamos.

Deixe um Comentário!