Nossa Política » Blog do Mailson Ramos » Mourão deu uma facada em Bolsonaro. Pelas costas
Blog do Mailson Ramos

Mourão deu uma facada em Bolsonaro. Pelas costas

Mourão deu uma facada em Bolsonaro. Pelas costas
Mourão deu uma facada em Bolsonaro. Pelas costas
A ruptura na chapa de Jair Bolsonaro se evidencia a cada dia. Enquanto o convalescente presidenciável se recupera no Albert Einstein, Mourão, o seu vice almeja ocupar o seu lugar.

A prova de que o general Hamilton Mourão desistiu de Jair Bolsonaro foi a sua reação ao resultado do ataque a faca contra o ex-capitão: ‘Esse troço já deu o que tinha que dar’.

Mas não ficou somente nisso. Mourão reagiu à inércia da campanha – provocada pela convalescença de Bolsonaro – e foi à justiça para aparecer em debates e sabatinas, substituindo-o.

Jair Bolsonaro, os filhos e o presidente do PSL, Gustavo Bebianno, não aprovam a estratégia do general. Ou seja, há indícios de conflitos muito graves dentro da campanha de Bolsonaro.

Líderes do PSL descartaram a possibilidade de Mourão comparecer aos debates substituindo Bolsonaro, entretanto o PRTB, partido do general, deu entrada numa consulta junto ao TSE para saber se será possível a substituição.

A decisão, entretanto, ampliou a divisão na campanha do PSL. O movimento irritou a cúpula da sigla e um dos filhos do presidenciável. Flávio afirmou que qualquer atitude sobre esse tema precisa passar pelo candidato, que está hospitalizado em São Paulo.

Gustavo Bebianno afirmou que “qualquer coisa neste sentido (de substituição de Bolsonaro nos debates) deve ser conversado primeiro pelo PSL. Quem dá a palavra final chama-se Jair Bolsonaro, afinal de contas está vivo e é o nosso chefe, nosso líder”.