Notícias

Mourão: Pra quê gastar dinheiro com campanha de vacinação?

Mourão: Pra quê gastar dinheiro com campanha de vacinação?

Mourão: Pra quê gastar dinheiro com campanha de vacinação?

No momento em que o Brasil sofre o retorno de doenças que haviam sido erradicadas, o vice de Bolsonaro, general Mourão falou que não é preciso gastar dinheiro com campanha de vacinação.

O Brasil enfrenta o retorno de doenças que haviam sido erradicadas por falta de campanhas de conscientização – e, sobretudo, de notícias falsas espalhadas pelas redes sociais pedindo aos pais que não vacinem os seus filhos.

Ontem (26), em Bagé (RS), o vice de Bolsonaro, o general Hamilton Mourão, soltou a seguinte pérola: “Por que preciso gastar dinheiro com uma campanha de vacinação? Todo mundo tem celular, basta mandar uma mensagem: ‘vacine seu filho hoje’”.

Em maio deste ano, Michel Temer, que congelou os investimentos em Saúde por 20 anos, retirou deste ministério R$ 22 milhões para pagar publicidade sobre os 2 anos do governo. O valor deslocado seria direcionado originalmente a campanhas de utilidade pública, como vacinação.

Foi justamente neste período, início do inverno no Brasil, que um conjunto de estatísticas do Ministério da Saúde veio a público para causar estrondo. Os números indicavam uma queda abrupta na vacinação contra doenças como poliomielite, sarampo, coqueluche e difteria.

Ou seja, para combater doenças e fortalecer a ideia da vacinação, da prevenção, não é preciso apenas uma “mensagem por celular”. É preciso existir uma política de vacinação com campanhas e possibilidade de alcançar a maioria da população.

2 Comentários

  • Registro aqui meu comentário como profissional da Saúde Pública, sem nenhuma pretensão de defender o candidato ou dizer que irei votar nele. No entanto pela leitura da fala descrita aqui para mim, para mim não representa a descrição do enunciado da notícia. Na verdade o que ele fala, pelo o que está escrito é que deveríamos enviar uma mensagem de SMS por exemplo, avisando as pessoas para vacinarem seus filhos. Isso é o que acontece aqui na Europa, as pessoas são avisadas por mensagens e cartas. Só para corrigirmos as distorções postas na notícia, sem a leitura da íntegra da fala. A proposta já acontece aqui em Portugal e graças a isso hoje temos 85% das adolescentes vacinadas contra o HPV em Portugal.

Deixe um Comentário!