Esportes

Marta é hexa

Marta é hexa

Marta é hexa

É a sexta vez que a jogadora Marta conseguiu o prêmio de melhor jogadora do mundo. A cerimônia ocorreu nesta segunda-feira (24), em Londres.

Do UOL:


O sonho do sexto troféu de melhor jogadora do mundo se tornou realidade. Aos 32 anos, a brasileira Marta foi eleita no prêmio The Best, da Fifa, como a melhor do ano no futebol feminino. Consequentemente, isolou-se como a atleta que mais vezes venceu o troféu – Cristiano Ronaldo e Lionel Messi têm cinco cada, no masculino. A cerimônia ocorreu nesta segunda-feira (24), em Londres.

“Oh, meu Deus! Eu realmente estou sem palavras, é um momento fantástico. As pessoas falam assim: ‘você já esteve nessa posição tantas vezes, e em todas as vezes se emociona!’ Realmente, eu faço isso porque representa muito para mim. Desde o primeiro momento em que eu realmente enxerguei que era a melhor coisa que eu fazia na vida, que era jogar futebol e praticar esse esporte tão fantástico”, emocionou-se.

“Pode ter certeza de que há espaço na minha sala especial para todos os prêmios que já ganhei até hoje, desde a primeira medalha pequenininha, de colégio. Eu tenho um espaço reservado em casa, a gente vai arrumar um cantinho bem legal e especial para ele [troféu]”, disse Marta, sorridente, após a premiação.

A jogadora atualmente defende o Orlando Pride, versão feminina do ex-time de Kaká nos Estados Unidos, e é a camisa 10. Marta passou por frustrações com a seleção brasileira nos últimos anos, desde a queda nas oitavas da Copa do Mundo feminina de 2015 até a derrota na disputa do terceiro lugar dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

“Eu só tenho a agradecer, lógico, primeiro a Deus por me dar saúde constantemente para lutar por meus objetivos. Não podia deixar de agradecer, obviamente, às minhas companheiras de clube e seleção. Às pessoas que estão comigo me dando suporte. Às atletas que são companheiras de trabalho e votaram em mim… Eu só tenho a agradecer, isso é fantástico. Um momento mágico, obrigada”, agradeceu Marta.

Natural de Dois Riachos, pequeno município do Alagoas, a atleta iniciou sua carreira no Vasco da Gama, mas se transferiu para o futebol sueco já em 2004. Permaneceu na Europa até 2009, ano em que teve breve passagem pelo Los Angeles Sol, dos EUA, e assinou com o Santos.

Com a camisa do clube alvinegro, conquistou as edições femininas da Copa Libertadores e da Copa do Brasil. Apesar de sua história com o time do litoral, Marta é corintiana assumida e foi parabenizada pelo Corinthians: “Corintiana, a rainha do futebol retornou ao topo!”, escreveu a equipe no Instagram.

Antes de deixar a cerimônia, em sua entrevista oficial para a Fifa, Marta prometeu conseguir um lugar em sua sala de troféus para incluir a mais nova premiação. “Pode ter certeza que tem espaço na minha sala especial, com todos os prêmios que ganhei até hoje. Tenho um lugar reservado para todos os prêmios que ganhei até hoje, desde a primeira medalha, de pequenininha no colégio. Tenho um espaço, e vou arranjar um lugar especial para este”, disse a melhor jogadora do mundo.

(…)


Deixe um Comentário!