Notícias

Para economista ligado a Marina, não existe racismo no Brasil

Para economista ligado a Marina, não existe racismo no Brasil

Para economista ligado a Marina, não existe racismo no Brasil

Para economista ligado a Marina, não existe racismo no Brasil

Eduardo Giannetti criticou as cotas raciais no país e disse que o Brasil não deveria “macaquear” esse tipo de política pública de outros países, como os Estados Unidos.

Em sabatina, o economista da campanha presidencial de Marina Silva, Eduardo Giannetti, que acompanha a candidata desde a eleição de 2010 e é um de seus homens de confiança, criticou as cotas raciais.

Ao ser questionado sobre o tema das cotas raciais, Gianetti disse que se incomoda com a adoção de políticas “copiadas dos Estados Unidos, onde o problema racial é diferente”. “Cotas raciais são uma cópia que o Brasil faz de um sistema que até nos Estados Unidos é muito contestado. A maioria dos negros dos Estados Unidos não gosta do sistema de cotas. Acho que o problema no Brasil é muito mais social do que racial”, disse.

Ele ainda reiterou: “Aí vamos saber. Acho que vamos ter uma boa surpresa”, afirmou, dizendo em seguida que o Brasil não tem o “ódio racial” de outras culturas e é miscigenado.

 

Deixe um Comentário!