Notícias

Daciolo compara homossexual a alcoólatra e corrupto

Daciolo compara homossexual a alcoólatra e corrupto

Daciolo compara homossexual a alcoólatra e corrupto

Cabo Daciolo vê a homossexualidade como “qualquer outro problema que ocorre na nação” e compara os homossexuais aos bêbados e corruptos.

Alguns trechos da entrevista do Cabo Daciolo ao Metrópoles:


O polêmico candidato à Presidência da República pelo Patriota, Cabo Daciolo, conhecido pelo bordão “glória a Deus”, declarou em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo que encontrou com o Todo Poderoso, previu a “cura” da deputada federal Mara Garbrilli (PSDB), tetraplégica, e afirmou que homossexualidade é uma briga interna: “Vejo ela como qualquer outro problema que ocorre na Nação”. Confira:

O que fez durante o jejum?

Eu fiquei 21 dias longe da campanha de 45 dias, gastei ao todo até agora R$ 700. Aí você vê o (Henrique) Meirelles (candidato do MDB), banqueiro, envolvido com os banqueiros que estão matando nosso povo, gastou R$ 43 milhões. Nos termos da pesquisa em que eu não acredito, nós temos o mesmo porcentual, estamos em empate técnico. Como pode isso? Vou te falar como: eu estava lá no monte jejuando.

Como foi o seu encontro com Deus?

Conheci Jesus em 2004, mas ouvi falar de Jesus pela primeira vez com força na minha vida em 1997. Minha mãe começou a frequentar a igreja evangélica, uma igreja pequenininha, na cidadezinha de Santa Cruz das Palmeiras, no interior de São Paulo, com 20 mil habitantes. Um dia, já era tarde, minha mãe pediu para que eu levasse ela e eu fui, achei tudo aquilo uma loucura, as pessoas falavam em línguas, sapateavam, cheio de mistério. No final do culto era a parte da revelação e o homem que estava falando lá, apontou para mim e começou a falar da minha vida. Ele começou a falar coisas que só eu sabia. Como aquele homem sabia disso? Eu saí assustado daquela igreja. Passaram-se sete anos e em 2004 eu aceitei Jesus. Eu tinha algumas fraquezas, era um jovem mulherengo e gostava de tomar uma cerveja, uma caipirinha.

Como foi essa aceitação?

Comecei a ter uma diarreia muito grande e eu fiquei um mês inteiro com esse problema. Eu fui no médico e não tinha nada, tive que fazer exames e nada. Então eu parei e lembrei daquele homem que em 1997 havia me falado que tinha um propósito muito grande na minha vida. E eu falei pra Deus: “Deus, se Você tem um propósito muito grande na minha vida, o senhor me cure e eu vou servir a Você, eu autorizo o Senhor a tirar tudo que seja do mundo da minha vida”. No outro dia não fui ao banheiro e no outro estava normal. Minha vida se transformou.

Você disse que a deputada Mara Gabrilli (PSDB), tetraplégica, seria curada.

E ela vai ser curada. O tempo é determinado por Deus. Não só ela, como muitos paralíticos vão se levantar. Eu acredito que Deus ressuscita mortos. Parece loucura, mas ressuscita.

Como vê a homossexualidade?

Vejo ela como qualquer outro problema que ocorre na Nação. O homossexual está na mesma categoria de problemas que o alcoólatra, que o corrupto, o bandido, e isso tudo. Está no plano espiritual, se resolve com oração. Respeito todos eles.

Então você vê como um desvio?

Cada ser humano tem suas guerras internas.

(…)


Deixe um Comentário!