Notícias

Coligação do PT entra com ação contra Bolsonaro por ameaça de fuzilamento

Coligação do PT entra com ação contra Bolsonaro por ameaça de fuzilamento

Coligação do PT entra com ação contra Bolsonaro por ameaça de fuzilamento

No último sábado (1), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) incitou eleitores do Acre a fuzilarem os petistas. Coligação entra com representação criminal.

A coligação “O povo feliz de novo” (PT/PCdoB/Pros) entrou com representação criminal, junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), contra Bolsonaro, por ameaça de fuzilamento contra petistas.

Confira abaixo a nota do PT:

A coligação “O povo feliz de novo” (PT/PCdoB/Pros) entrou com representação criminal, junto ao Supremo Tribunal Federal (STF),  contra o deputado federal Jair Bolsonaro, candidato à presidência da república pelo PSL, por ameaça. A coligação também ingressou com notícia crime pelos crimes de injúria eleitoral e incitação ao crime.

Conforme comprovado por vídeo em ato realizado no Acre, Bolsonaro fez gesto de “fuzilamento” e instou seu público a, em suas próprias palavras,  “fuzilar a petralhada toda aqui do Acre”. O ódio destilado pelo deputado, em sua campanha da raiva e da truculência, parece não encontrar limites, incitando ao assassinato de cidadãos de esquerda.

O candidato incorreu no crime de injúria eleitoral – quando ocorre a ofensa à honra subjetiva de alguém durante a propaganda eleitoral, ou visando a propaganda -, ameaça e incitação ao crime de homicídio.

Vale notar que Bolsonaro já é réu no STF pelos crimes de racismo e incitação ao estupro.

Basta de ódio. É inadmissível que um candidato a presidente pregue o assassinato de quem não pensa igual a ele.

Acesse aqui a íntegra da representação.

Deixe um Comentário!