Escavadeira

2015: Bolsonaro desejou que Dilma morresse de câncer ou infartada

2015: Bolsonaro desejou que Dilma morresse de câncer ou infartada

2015: Bolsonaro desejou que Dilma morresse de câncer ou infartada

Há exatamente três anos, em entrevista ao Jornal Opção, Jair Bolsonaro desejou que Dilma Rousseff caísse com um câncer ou infartada.

No dia 17 de setembro de 2015, Jair Bolsonaro criticou Dilma Rousseff e disse que, por ele, a presidenta sairia do Palácio do Planalto imediatamente, mesmo que para isso tenha que morrer. “Espero que o mandato dela acabe hoje, infartada ou com câncer, ou de qualquer maneira”, ressaltou. “O Brasil não pode continuar sofrendo com uma ‘incompetenta’”, ironizou.

Na ocasião, o parlamentar estava em Goiânia para participar do I Workshop da Justiça Criminal, a convite da Corregedoria-Geral da Justiça. Questionado sobre a condenação sofrida por ele em pagar R$ 10 mil à também deputada Maria do Rosário (PT-RS), Bolsonaro afirmou que recorrerá da sentença. A punição foi dada após ele dizer, no plenário da Câmara, que não estupraria a petista “porque ela não merece”.

Também foi nesta entrevista que Bolsonaro chamou os refugiados de “escória do mundo”.

Ouça o áudio:

Deixe um Comentário!