Notícias

O recado da viúva de Herzog para Bolsonaro

O recado da viúva de Herzog para Bolsonaro

O recado da viúva de Herzog para Bolsonaro

A viúva do jornalista Vladimir Herzog, assassinado na prisão, durante a ditadura militar, expôs em entrevista a sua aversão a Jair Bolsonaro (PSL).

O jornalista Marco Rodrigo Almeida entrevistou a viúva de Vladimir Herzog, Clarice, na Folha de S.Paulo. Em dois trechos, ela aborda as posições de Jair Bolsonaro, ao citar o assassinato de Herzog por órgãos de repressão da ditadura como um suicídio.

A decisão da Corte Interamericana de condenar o Brasil pela morte de Herzog reabriu o debate sobre a lei da Anistia. Qual sua opinião? Como diz a sentença da corte, a morte de Vlado e de outras pessoas pela ditadura representa um crime contra a humanidade. A Anistia não deveria valer para esses casos. Quem matou deve ser julgado e condenado. É lamentável que muitas pessoas ignorem esses crimes, até mesmo um candidato à Presidência da República.

A senhora se refere a Jair Bolsonaro (PSL). Perguntado sobre o caso Herzog, ele disse que “não estava lá” para confirmar que ele foi morto pelo regime e que “suicídio acontece, pessoal pratica”. Imagina, o cara quer ser presidente e diz uma coisa dessa? Acho um perigo, é assustador. Espero que perca seus eleitores durante a campanha. É um horror esse homem.

Deixe um Comentário!