Política

PT oficializa Lula como candidato

PT oficializa Lula como candidato

PT oficializa Lula como candidato

No primeiro encontro nacional sem a presença de Lula, preso político há quatro meses, a legenda aclamou Lula candidato.

Do site do Lula:


O Partido dos Trabalhadores confirmou neste sábado (4) em convenção nacional a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. No primeiro encontro nacional sem a presença de Lula, preso político há quatro meses, a legenda aclamou Lula candidato e reiterou que o ex-presidente será registrado no próximo dia 15 com uma grande marcha a Brasília.

“Este encontro nacional do PT talvez seja um dos mais importantes em toda a história do nosso partido. É enorme a responsabilidade que temos pela frente. A decisão de hoje vai nos conduzir a uma luta sem tréguas pela democracia, pelo povo brasileiro e pelo Brasil”, afirmou Lula em carta lida no evento, ao lembrar que este foi o primeiro encontro nacional petista sem a sua presença. “Mas sei que estou presente por meio de cada um de vocês, cada dirigente, delegado e militante do PT”, escreveu o ex-presidente.

Na carta, Lula ponderou que a caçada jurídica que o tem como alvo afeta a todo povo brasileiro. “Já derrubaram uma presidenta eleita; agora querem vetar o direito do povo escolher livremente o próximo presidente. Querem inventar uma democracia sem povo”, ressaltou.

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, lembrou que o encontro marca mais um enfrentamento histórico à tentativa de impedir a candidatura de Lula. “Este é um momento histórico e quero dar um recado para a Globo: apesar de vocês estamos aqui e Lula é o nosso candidato a presidente da República. Somos milhões de Lulas, como ele nos pediu”, destacou.

Coordenador do Plano Lula de Governo, Fernando Haddad ressaltou a liderança de Lula nas pesquisas eleitorais, mesmo após quatro meses de sua prisão política. “Eu sou daqueles que têm a convicção de que estamos rumo ao pentacampeonato petista. Vamos ganhar a quinta eleição consecutiva”.

A presidenta eleita Dilma Rousseff encerrou o evento lembrando o papel do partido em um momento de acirramento da disputa para restabelecer a democracia. “Vamos enfrentar uma luta muito dura. Nós queremos Lula candidato à presidência porque o povo quer. E nesta etapa nós precisamos lutar todos os dias. Está nas nossas mãos fazer o que tem que ser feito. Vamos à luta”, convocou a presidenta.


Deixe um Comentário!