Internacional

Policial argentina amamenta bebê abandonado e comove as redes

Policial argentina amamenta bebê abandonado e comove as redes

Policial argentina amamenta bebê abandonado e comove as redes

Vendo que não havia nada para acalmá-lo, a policial Celeste Ayala sentiu que a criança poderia estar com fome. Foi neste momento que ela pediu permissão aos médicos para amamentá-lo.

Do Infobae:

Na noite da última terça-feira (14), a polícia de Buenos Aires, Celeste Ayala, fez uma visita ao hospital infantil Irmã Maria Ludovica, em La Plata, quando foi repentinamente levada por um bebê em um dos quartos que não parava de chorar. Vendo que não havia nada para acalmá-lo, sentiu que a criança poderia estar com fome. Foi neste momento que ela pediu permissão aos médicos para amamentá-lo e, sem hesitar, começou a amamentar. Seu diagnóstico foi bem sucedido. O bebê começou a comer e o choro parou.

Celeste é um numerário do Comando de Patrulha de Berisso e estava cobrindo o serviço de suas horas policiais adicionais (Polad). Como era conhecido, o oficial era mãe e, como o bebê não parava de chorar, ela o alimentava, embora alguns médicos o tivessem alertado sobre “a sujeira e o cheiro” que a criança tinha.

“Quando eu descobri que estava Berisso, me aproximei e percebeu que a criança chorava inconsolavelmente; eu me tornei mãe recentemente, e percebi que estava com fome, tinha a mão sobre a boca, então eu pedi para segurá-lo e cuidar dele; era muito triste. Por um momento fiquei de coração partido por vê-lo assim, a sociedade precisa se sensibilizar sobre essas coisas que afetam as crianças, isso não pode continuar acontecendo”, disse Ayala. O momento foi fotografado e viralizou nas redes sociais.

O menino é separado de sua mãe por ordem de um tribunal de família em La Plata. Segundo relatos, ele seria o mais novo de seis filhos e estava no hospital para deixar para trás um estado de desnutrição. “Ações como essa cadete nos enchem de orgulho e nos obrigam a redobrar esforços, trabalho e solidariedade com nossa comunidade”, destacou o Corpo de Bombeiros de Berisso.


Deixe um Comentário!