Nossa Política » Brasil » Em Salvador, juiz proíbe protestos em palestra de Moro e Barroso

Brasil

Em Salvador, juiz proíbe protestos em palestra de Moro e Barroso

Em Salvador, juiz proíbe protestos em palestra de Moro
Em Salvador, juiz proíbe protestos em palestra de Moro
O juiz Carlos Cerqueira Júnior proibiu em caráter liminar a realização de uma manifestação em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Reportagem de Yuri Silva no Estado de S.Paulo informa que o juiz Carlos Cerqueira Júnior, da 6ª Vara Cível e Comercial do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), proibiu em caráter liminar a realização de uma manifestação em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso em Curitiba no âmbito da Operação Lava Jato, durante o III Simpósio Nacional de Combate à Corrupção.

De acordo com a publicação, o evento, que será realizado nos dias 23 (quinta-feira) e 24 (sexta-feira) em Salvador, tem como principais palestrantes o juiz da 13ª Vara Criminal de Curitiba, Sérgio Moro, que condenou o petista em primeira instância, e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, relator dos pedidos de impugnação do registro de candidatura do ex-presidente.

A proibição do juiz baiano de primeira instância foi solicitada pelo Condomínio Shopping Barra, empresa responsável por administrar o centro comercial onde o evento será realizado. Uma multa diária de R$ 100 mil foi fixada para o caso de descumprimento da liminar. O pedido para impedir o protesto aconteceu após simpatizantes de Lula realizarem, na semana passada, um ‘trompetaço’ no shopping – ato político com bandas de instrumentos de sopro e percussão cantando jingles antigos de Lula e palavras de ordem, completa o Estadão.