Blog do Mailson Ramos

Bolsonaro causa estardalhaço na GloboNews

Bolsonaro causa estardalhaço na GloboNews

Bolsonaro causa estardalhaço na GloboNews

Como não tem proposta alguma, o presidenciável Jair Bolsonaro foi à sabatina da GloboNews para causar estardalhaço e instigar a plateia que o idolatra.

Assim como no Roda Viva, Jair Bolsonaro não respondeu uma só questão relacionada à economia; saltou de banda das discussões levantadas pelos jornalistas da GloboNews e quando pôde, causou estardalhaços com assuntos alheios à sua candidatura. Ele é nada mais do que o retrato da indigência política e resultado (excretado) da crise de representatividade.

Bolsonaro adiou o quanto pode a sua participação na Central das Eleições, sabatina organizada pela GloboNews com os pré-candidatos à presidência da República. Ao aceitar o convite, deixou claro que só poderia participar do programa na sexta-feira (3), que seria o dia reservado a Geraldo Alckmin.

Confrontado por uma bancada de jornalistas que não estavam ali para brincar, Bolsonaro resolveu sair do sério. Rebateu críticas acusando os jornalistas, chamando a atenção para fatos que claramente incomodavam a bancada. Em vez de responder, perguntava. Comportou-se como se não fosse um candidato.

Bolsonaro foi capaz de criar celeumas com suposições de que jornalistas eram homossexuais. Disse que tinha quase certeza de que os gays votariam nele. Interrompeu, travou, chamou a atenção com o seu estilo desconcertante de contestar sem responder. E no final das contas, estava na mesma posição de superioridade em relação à sua participação no Roda Viva.

Engoliu toda a bancada quando falou do editorial do jornal O Globo a favor da ditadura militar, em 1964. Silenciou os jornalistas e desbancou a estrutura do programa quando colocou na roda o nome do “Doutor Roberto Marinho”.  No final, a Globo teve que se pronunciar sobre o apoio ao golpe de 1964.

Bolsonaro, que é filho do golpe de 1964 e resultado do golpe de 2016 (que a Globo também apoiou, mas não se retratará nos próximos 50 anos) fez o espetáculo que agrada aos seus eleitores. Corre-se o risco de que este modelo reprovável de candidato esteja nos debates, transformando lugar de apresentar projetos em arena de circo.

Não se pode dizer que um candidato como Bolsonaro foi a uma sabatina para discutir projetos. Porque o seu programa de governo, se comparado a um time de futebol, é Paulo Guedes e mais 10. Quis se mostrar como “o novo”, quando está há quase três décadas no parlamento, sem aprovar um único projeto de vital importância para o Brasil, de 500 apresentados.

De mito não tem nada. Fala mal. Expressa-se horrivelmente. Não faz brotar daquela cabeça uma só ideia que seja digna de aplausos. O seu único ideal é armar a população. Botar arma na mão de quem atravessa uma crise sem precedentes. Qual será o resultado disso?

6 Comentários

  • BOLSONARO REPRESENTA O ANSEIO DO POVO. CANSADO DE INSEGURANÇA, DAS INTERMINÁVEIS FILAS NOS HOSPITAIS, ESCOLAS DESPROTEGIDAS, ESQUINAS DOMINADAS POR TRAFICANTES E MARGINAIS, SERVIÇO PÚBLICO INCHADO E INEFICIENTE, CORRUPÇÃO POR TODOS OS LADOS, PAIS DESGOVERNADO E SEM RUMO.
    BOLSONARO É A ESPERANÇA.
    ” O BRASIL ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS”. TEM EXPRESSÃO MAIS BELA QUE ESTA?

  • Podem falar que ele nao sabe de economia, porem ele é o único patriota, que fala o que pensa na real.
    Não tem medo do que tem por vir. Acho que todos os presidentes que vão concorrer são tudo farinha do mesmo saco. Um bando de lixo, como ele mesmo falou ontem na Globo News você deve escolher o menos pior. E pelas ideias que ele apresenta em questão de segurança e contra a corrupção é o melhor presidente. Pois se acabar a corrupção não haverá desculpas que não tem dinheiro para saúde, educação, etc… O primeiro principio para uma grande sociedade é que seus lideres não se corrompa e não seja ladrões.

    • Compra o fuzil e treina, ele vai ser seu presidente. Todo eleito pela mídia da nisso que deu. Não queremos mídia. Temos solução mas se falar o chuchu e o cachaceiro já inclui no plano deles com ênfase da mídia. Somos burros mais não trouxas. Prepare-se para um jugo duro.

Deixe um Comentário!