Notícias

Sérgio Moro e o discurso do FMI contra as eleições

Sérgio Moro e o discurso do FMI contra as eleições

Sérgio Moro e o discurso do FMI contra as eleições

A uma plateia de direita, o juiz Sérgio Moro afirmou que o resultado do pleito traz o “risco de retrocesso” para a Operação Lava Jato.

Num evento organizado pelo jornal O Estado de S.Paulo sobre segurança e que reuniu apenas personalidades de direita, nesta quarta-feira (25), o juiz Sérgio Moro afirmou que o resultado do pleito traz o “risco de retrocesso” para a Operação Lava Jato.

Após a mesa, em entrevista, o juiz disse que “a corrupção espalhada, disseminada e profunda” é um dos principais problemas que a sociedade brasileira precisaria resolver.

Diversas vezes flagrado em fotos com tucanos e outros políticos da direita, Moro também disse que o Brasil precisa “do exemplo de lideranças honestas”.

O discurso de Sérgio Moro tem as mesmas matizes ideológicas do discurso do FMI, que divulgou um relatório em janeiro, sob responsabilidade de Alejandro Werner, diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental, decretando que os processos eleitorais na América Latina são um transtorno.

“As eleições programadas em muitos países criam incertezas econômicas e políticas para o próximo ano”. E reitera que um “desfecho incerto das eleições gerais de 2018 pode afetar o crescimento econômico”.

Ou seja, a Lava Jato fala a mesma língua do mercado.

Deixe um Comentário!