Sociedade

Johnson & Johnson condenada por usar amianto em talco

Johnson&Johnson condenada por usar amianto em talco

Johnson & Johnson condenada por usar amianto em talco

Segundo a BBC, 22 mulheres disseram que desenvolveram câncer do ovário depois de terem usado pó talco para bebês e gel de banho da marca.

Da RTP:


A empresa norte-americana Johnson & Johnson (J&J) foi esta semana obrigada a pagar quatro milhões de euros a 22 mulheres que alegaram ter desenvolvido cancro do ovário, depois do uso de produtos da marca.

Seis das 22 mulheres morreram na sequência da doença. O veredito foi conhecido depois de seis semanas de vários testemunhos e alegações no tribunal de Saint Louis, nos Estados Unidos. A empresa foi processada por nove mil mulheres que afirmam que o pó talco contribuiu para o desenvolvimento do cancro do ovário.

A inalação das fibras libertadas pelo amianto é um perigo para a saúde.

Segundo a BBC as mulheres disseram que desenvolveram câncer do ovário depois de terem usado pó talco para bebês e gel de banho da marca. Os advogados das vítimas alegaram que a empresa sabia que o pó talco estava contaminado com amianto – utilizado em produtos comerciais e constituído por seis minerais metamórficos – desde 1970, mas não alertaram os seus consumidores.

Especialistas médicos testemunharam em tribunal que o amianto, um carcinogénico conhecido, é misturado com talco mineral – principal ingrediente dos produtos J&J – utilizado no baby powder e no gel de banho Shower to Shower.

“A multinacional encobriu provas da existência de amianto nos seus produtos durante mais de 40 anos”, acusou Mark Lanier, um dos advogados. O defensor de uma das vítimas garantiu que foram encontradas partículas de talco e fibras de amianto nos tecidos dos ovários das mulheres.

“A Johnson & Johnson continua confiante de que os seus produtos não contêm amianto e não causaram cancro. Vamos prová-lo”, afirmou Carol Goodrich, porta-voz da empresa.

Segundo a BBC, a agência federal de saúde dos Estados Unidos – Food and Drug Administration – fez um estudo entre 2009 e 2010 a várias amostras de talco na empresa e não encontrou amianto. Mark Lanier, advogado, disse em tribunal que a FDA e a J&J usaram métodos de testes falsos.

A instituição de caridade Ovacome refere que, para o risco de cancro no ovário, contribuem vários fatores e não apenas o talco. “Mesmo que o talco aumente ligeiramente o risco, poucas mulheres que usam talco terão cancro do ovário. Além disso, se alguém tiver cancro do ovário e usar talco, parece improvável que o uso de talco tenha sido o motivo pelo qual desenvolveram cancro”, disse a instituição.


Deixe um Comentário!