Mídia

A Veja é Alckmin

A Veja é Alckmin

A Veja é Alckmin

Se havia algum verniz de imparcialidade na velha mídia, ele foi removido totalmente com a capa da Veja em perfil o Twitter: a Veja é Alckmin.

Neste sábado, a publicação da editora Abril alterou a capa do perfil no Twitter, adicionando a foto de Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência da República.

A mudança claramente proposital combina com o momento em que Alckmin, pelos acordos feitos com o centrão (leia-se aqueles que se posicionam no centro do golpe) adquiriu gás na campanha.

Isso mostra como a mídia é parcial, mas se traveste de imparcialidade para ludibriar os públicos com a ideologia que em vão tenta esconder.

Em 2014, a Veja também se posicionou a favor de um tucano. Aécio Neves estampou capa da revista, cujo título era ‘O poder de Aécio Neves’.

Antes, em 2006, a já havia feito propaganda para Geraldo Alckmin, em título sugestivo: ‘O desafiante’. Disputando o segundo turno contra Lula, Alckmin teve a sua imagem divulgada em outdoors na cidade de São Paulo e estampada em 1.215.183 exemplares da revista.

Ainda assim, Lula foi reeleito. Mesmo com todo o aparato midiático, o PSDB sofreu a sua segunda surra consecutiva. A Veja continuou com o seu modus operandi de fazer propaganda política travestida de jornalismo.

Deixe um Comentário!