Política

Moro foi a Mônaco, mas antes “recebeu dicas de etiqueta com casal Doria”

Moro foi a Mônaco, mas antes aprendeu etiqueta com casal Doria

Moro foi a Mônaco, mas antes “recebeu dicas de etiqueta com casal Doria”

Enquanto o ex-presidente Lula jaz preso em Curitiba, por um processo sem provas, o juiz Sérgio Moro foi a Mônaco, receber honrarias diante do príncipe Albert II. Mas antes passou em SP para ter aulas de etiqueta com o casal Doria.

O Brasil vive o momento mais esdrúxulo da sua história. Um juiz de primeira instância tem se comportado como autoridade máxima do país. Recebido em pomposos eventos por autoridades de outros países, Sérgio Moro já não se comporta mais como um magistrado.

A burla desta vez aconteceu em Mônaco. O deputado Paulo Pimenta comentou sobre o assunto no Twitter. Disse Pimenta: “Um juiz de primeira instância que condenou ilegalmente a maior liderança popular do país, não satisfeito com o deslumbramento tupiniquim em NY, passa o feriado no Principado de Mônaco. As dicas de etiqueta, a família Moro recebeu da família Dória p/ o jantar com príncipe Albert.”

Abaixo, o registro da Folha:

De excelência a alteza
Homenageado na quarta edição do Brasil Mônaco Project, no último fim de semana, Sergio Moro foi recebido com honrarias no principado. O juiz assistiu a um concerto no camarote real da Opera Garnier, no cassino Monte Carlo, ao lado do príncipe Albert 2º. Depois, participou de jantar e prestigiou um leilão beneficente. O evento tem o apoio da realeza e já reverenciou personalidades como o ex-jogador Ronaldo. Convites para participar do ato foram vendidos por €1.000,00.

Dona da festa
A organizadora do evento é Luciana de Montigny, mulher do cônsul de Mônaco. Um vídeo com detalhes da noite de homenagem a Moro foi postado nas redes sociais. Segundo convidados, os recursos arrecadados seriam destinados a uma fundação chamada “Butterfly”.

2 Comentários

Deixe um Comentário!