Notícias

Condução coercitiva: A derrota da Lava Jato no STF

Condução coercitiva: A derrota da Lava Jato no STF

Condução coercitiva: A derrota da Lava Jato no STF

Para o jornalista Esmael Morais, Sérgio Moro e a Lava Jato sofreram uma derrota histórica com a decisão do STF de tornar a condução coercitiva uma medida inconstitucional.

O juiz Sérgio Moro e sua lava jato sofreram histórica derrota no STF, nesta quinta (14), com a decisão de que a condução coercitiva é inconstitucional e incompatível ao Estado Democrático de Direito.

A força-tarefa vinha usando e abusando das coerções coercitivas desde 2014. A mais célebre foi a que obrigou o ex-presidente Lula a depor na Polícia Federal, em março de 2016, embora ele não tivesse sido intimado ou se negado a depor.

Por 6 votos a 4, o Supremo impôs derrota à lava jato com os votos dos ministros Marco Aurélio Mello, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Gilmar Mendes (relator), Celso de Mello e Rosa Weber.

Foram derrotados na votação Cármen Lúcia, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux.

Deixe um Comentário!