Política

Lula Festiva: Ato em Buenos Aires pede a liberdade do ex-presidente Lula

Lula Festiva: Ato em Buenos Aires pede a liberdade do ex-presidente Lula

Lula Festiva: Ato em Buenos Aires pede a liberdade do ex-presidente Lula

A partir das 18 horas deste sábado (19), na Plaza de Mayo, acontecerá o Festiva Lula, ato que pede a libertação do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

Com a participação de artistas de destaque como Liliana Herrero, Juan Falu, Juana Molina, a Orquestra Las Taradas, a banda de cumbia banda Sweat Marika e o cantor e compositor Caetano Velloso, neste sábado (19) , a partir das 18 horas na Plaza de Mayo acontecerá o Festiva Lula, ato que pede a libertação do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

“É um festival cultural e político, que estamos chamando de um arco transverso: feminismo, movimentos sociais, territórios, cultura, alternativa e meios de comunicação independentes”, disse Maria José Giovo do Coletivo Emergentes.

“A ideia é dar uma mensagem de solidariedade e unidade sobre o que está acontecendo com o ex-presidente do Brasil e também em relação à causa que deseja fechar, investigando o assassinato de Marielle Franco”, disse Giovo sobre a ex-vereadora 39 anos em que foi assassinada em março no Rio de Janeiro.

Marielle foi vereador do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), feminista, lésbica e direitos das pessoas negras no Brasil ativista, e seu assassinato faz parte do avançado repressivo depois do golpe parlamentar que derrubou o ex-presidente Dilma Rousseff.

Hoje, Lula é o candidato com maior intenção de votar para as eleições presidenciais a serem realizadas este ano no Brasil, e foi preso por uma causa que não existe evidência: “Nós entendemos que o que está acontecendo no Brasil não está longe da nossa realidade, mas está abrindo uma porta crítica para a América Latina “, disse a referência.

“Artistas são um dos setores que foram mobilizados em primeira instância pela liberdade de Lula no Brasil. É por isso que nós sentimos que um festival em termos políticos foi uma interessante para juntar-se nas ações que estão ocorrendo em Buenos Aires com as manifestações por iniciativa da embaixada, mas a partir de arte e ocupação chave da rua “, disse ele Giovo.

A organização está a cargo de coletivos de Argentina e Brasil e é totalmente aberto e gratuito. Estão previstas apresentações de artistas como Juana Molina, Liliana Herrero, Sudor Marika, Palo Pandolfo, Son del Arroyo, entre muitos outros. A frente da organização estão Emergentes (ARG), Mídia NINJA (BRA), Ni Una Menos (ARG), Media Red (URU), CTEP (ARG), CGT (ARG), CLACSO (LATAM), Centro Cultural de la Cooperación, ATE (ARG), CTA Autónoma (ARG), CTA de los trabajadores (ARG) junto con los aliados, Telartes (BOL), Proderechos (URU), Códigos Libres (VEN) y Cultura de Red (Latam).

Os argentinos divulgaram um vídeo-convite para o festival por Lula livre:

Com informações do site argentino Canal Abierto.

Deixe um Comentário!