Política

Juíza Lebbos deixou a Veja entrar na cela do Lula?

Juíza Lebbos deixou a Veja entrar na cela do Lula?

Juíza Lebbos deixou a Veja entrar na cela do Lula?

Das duas uma: Ou a juíza Carolina Lebbos, conhecida por ser impassível com aqueles que querem visitar Lula, permitiu a entrada de Veja na Superintendência da PF, em Curitiba; ou a Veja está mentindo mais uma vez ao publicar matéria sobre supostas regalias de Lula.

A revista Veja publicou nesta sexta-feira (4) matéria sobre supostas regalias concedidas ao ex-presidente Lula na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Para tanto, seria necessário que os repórteres tivessem entrado na prisão, o que, até então, tem sido negado com veemência pela juíza Carolina Lebbos aos amigos e aliados de Lula. Até mesmo a entrada do médico do ex-presidente ela negou.

A própria revista estampa em sua capa que teve acesso à ala restrita onde está o ex-presidente e revela os bastidores dos seus primeiros trinta dias no cárcere. A Veja sabe inclusive que a cela de Lula é confortável se comparada às outras e sequer fica trancada.

O ex-presidente não tem hora para acordar ou dormir, não tem hora para o banho de sol, pode receber os advogados quando desejar, as visitas não passam pela revista íntima e a cela, confortável se comparada às demais, não fica trancada.

A senadora e presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o deputado federal Paulo Pimenta levantam dúvidas sobre a possibilidade de Veja ter adentrado na carregarem da PF. E, por outro lado, questionam a juíza Carolina Lebbos que barrou visitas de amigos e aliados do ex-presidente.

“A descrição detalhada de como seria o cotidiano de Lula, há quase um mês preso, abre uma série de questões que precisam ser respondidas. A mais latente delas é: se quase nenhum amigo próximo do ex-presidente, nenhum jornalista e nem mesmo seu médico foram autorizados a entrar no local onde Lula está detido, quem autorizou que justamente a reportagem da revista Veja entrasse? E, mais ainda, por qual motivo? Qual a relevância jornalística do dia a dia de Lula na prisão sendo que praticamente ninguém, além dos advogados e família do petista, têm autorização para visitá-lo?”, publicou Gleisi nas redes sociais.

Pimenta se diz estarrecido e sequer cogita acreditar que a Veja entrou ala restrita onde o ex-presidente se encontra preso. Ele divulgou um vídeo em que afirma que a entrada de repórteres na PF seria a prova do assassino de reputações representado pelo conluio Lava Jato-mídia.

“Se esta matéria for verdadeira, significa a falência do Sistema Judiciário brasileiro e que a cada dia revela a sua capacidade de ser pior. Estamos assistindo há dias um tratamento desumano jamais visto a um líder político que é um chefe de estado reconhecimento internacionalmente”, disse o parlamentar. Se for real é mais um sinal da instalação do estado policial no Brasil. Eu custo a acreditar que esta matéria seja verdadeira. Quero crer que não seja verdadeira”, disse.

Deixe um Comentário!