Brasil

Greve de ônibus: Salvador está paralisada

Greve de ônibus: Salvador está paralisada

Greve de ônibus: Salvador está paralisada

Em campanha salarial, os rodoviários iniciaram greve por tempo indeterminado na capital baiana. E Salvador amanheceu paralisada nesta quinta-feira (23). Empresários e rodoviários não chegaram a um acordo.

A cidade de Salvador amanheceu paralisada nesta quinta-feira (23), primeiro dia da greve por tempo indeterminado, decretada pelos rodoviários que não chegaram a um acordo com as empresas de ônibus.

O pedido inicial de aumento dos rodoviários era de 6%. Após mediação da Superintendência Regional do Trabalho (SRT) e Ministério Público do Trabalho (MPT), os trabalhadores reduziram para 5% e depois para 3%, mas não houve contraproposta dos patrões.

Saímos de 6% para 3% , tentamos negociar o tíquete. Nós só queremos o que é nosso de direito. A categoria não pode aceitar as retiradas de direito, não podemos aceitar ganho zero”, disse Hélio Ferreira.

O prefeito ACM Neto avaliou nesta terça-feira (22) que a ausência de proposta do sindicato patronal para evitar uma paralisação dos rodoviários da capital baiana é um indicativo que os empresários “estão querendo a greve”.

Uma liminar assinada na segunda-feira (21) pelo desembargador Renato Mário Simões determinou que os rodoviários colocassem 50% da frota nas ruas, entre as 5h e 8h e 17h e 20h, e 30% da frota no restante do dia.

A prefeitura tenta amenizar os efeitos da greve com a colocação de 300 micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (STEC). Entretanto, a frota não supre as necessidades de uma cidade como Salvador.

Com informações de agências.

Deixe um Comentário!