Notícias

Exército não tem combustível para atuar contra grevistas

Exército não tem combustível para atuar contra grevistas

Exército não tem combustível para atuar contra grevistas

A decisão de Temer de acionar as forças federais para desobstruir as rodovias federais gerou preocupação de militares nos bastidores. Eles temem que as forças não tenham combustível suficiente para agir nas ruas por vários dias seguidos.

A reportagem é de Andrea Sadi, no G1:


A decisão do presidente Michel Temer de acionar as forças federais para desobstruir as rodovias federais gerou preocupação de militares nos bastidores.

O motivo: temem que as forças não tenham combustível suficiente para agir nas ruas por vários dias seguidos.

O presidente Temer, ao decidir usar as forças federais, ouviu general Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência, e o ministro Raul Jungmann, do Ministério da Segurança Pública – mas não ouviu o conselho da defesa.

Por isso, Temer está sendo criticado nos bastidores por grupos que integram as forças federais, que incluem Exército, Marinha, Aeronáutica e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Na tarde desta sexta-feira, os três comandantes das Forças Armadas e o Ministério da Defesa se reuniram para discutir o planejamento das ações.

Procurado pelo blog, o Planalto diz que o temor de militares ouvidos pelo blog “não tem procedência” uma vez que, segundo o governo, o Exército tem combustível suficiente para a operação anunciada pelo presidente Michel Temer. Desde ontem, as forças, segundo o Planalto, estavam se preparando.


 

Deixe um Comentário!