Editorial

Editorial | Datafolha faz Joaquim Barbosa renascer das cinzas

Datafolha faz Joaquim Barbosa renascer das cinzas

Datafolha faz Joaquim Barbosa renascer das cinzas

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, foi lançado em todos os cenários da última pesquisa Datafolha, divulgada pela Folha de S.Paulo, neste domingo (15).

O Datafolha não pestanejou. Com a prisão de Lula e a debilidade de candidatos do PSDB (sem contar a bolha em que vive Jair Bolsonaro), o instituto de pesquisa do grupo Folha lançou o nome de Joaquim Barbosa em todos os cenários possíveis para a corrida presidencial.

O ex-presidente do STF aparece em terceiro ou quarto colocado na disputa pelo Palácio do Planalto. A depender de quem são seus concorrentes, ele detém entre 8% e 10% das intenções de voto. Isso significa que a direita, desgastada, pode colocar Joaquim Barbosa no centro de suas pretensões.

Símbolo da “luta contra a corrupção” e de todas as mazelas que se originaram desta sanha moralista que nada moraliza, como, por exemplo, a teoria do domínio do fato, Barbosa ressurge como nome do PSB para angariar votos – como já acontece – do enfraquecido Geraldo Alckmin.

Entretanto, a novela da candidatura do ex-ministro do STF ainda continua. O presidente do PSB, Carlos Siqueira, disse que a candidatura de Barbosa ainda é incerta e que reuniões estão previstas para a próxima semana para tratar do assunto. Por meio de sua assessoria de imprensa, o ex-ministro disse que não comentaria o Datafolha.

Pelo visto, a mídia começa a escolher um candidato que foi endeusado durante o famigerado processo do mensalão na Suprema Corte.

Deixe um Comentário!