Blog do Mailson Ramos

Cármen Lúcia manda Lula para a cadeia

Cármen Lúcia manda Lula para a cadeia

Cármen Lúcia manda Lula para a cadeia – Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Foi este o papel dado à presidente do STF que nos últimos tempos se reuniu com grupos antipetistas, acenou às pressões da mídia pela prisão de Lula e evitou ao máximo colocar em pauta o julgamento do habeas corpus do ex-presidente.

Em 21 de junho de 2006, Cármen Lúcia foi empossada ministra do Supremo Tribunal Federal ocupando a vaga deixada pelo ministro Nelson Jobim. Indicada por influência de Sepúlveda Pertence, mineiro e ex-procurador como ela, Carmen Lúcia faz questão de procurar o então presidente Lula para agradecer à indicação:

– Presidente, quero dizer que sou de uma família mineira humilde. E em minha casa meu pai me ensinou que o mais nobre dos sentimentos humanos é a gratidão.

 Pegou a mão de Lula fortemente, chacoalhou-a enquanto dizia, com voz firme:

 – Muito obrigada!

 A testemunha não soube me dizer se, enquanto pegava calorosamente na mão de Lula, Carmen Lúcia encarava-o nos olhos ou mantinha o olhar abaixado.

Ontem (4), durante julgamento do habeas corpus para o ex-presidente Lula, Cármen Lúcia manobrou para não votar as ações declaratórias de constitucionalidade sobre prisão após segunda instância, o que evitaria exposição do caso de Lula a pressões da mídia.

Foi Cármen Lúcia quem disse na noite de 29 de janeiro deste ano que usar o caso do ex-presidente Lula para revisar o início da execução penal após condenação em 2ª Instância seria “apequenar” o STF.

Foi ela que ameaçou o PT exigindo que o partido baixasse o tom nas críticas que fazia ao judiciário. Ontem, Cármen Lúcia deixou de colocar em pauta o debate sobre uma causa pétrea da Constituição. Ou seja, a Suprema Corte, salvaguarda da Carta Magna de 1988, deixou para discutir em setembro um dos pilares do texto constitucional.

A insegurança jurídica no Brasil é um monstro em expansão. Se a última trincheira da cidadania é o STF, estamos todos em apuros, pois, o que se viu ontem foi a reação de tribunal acossado às pressões que recebeu da grande mídia, dos militares e da classe média sempre raivosa com o PT. Só com o PT.

Cármen Lúcia é mais uma face pálida dos tempos sombrios vividos pelo país.

Deixe um Comentário!