Política

Aécio Neves se torna réu por corrupção passiva e obstrução da Justiça

Aécio Neves se torna réu por corrupção passiva e obstrução à Justiça

Aécio Neves se torna réu por corrupção passiva e obstrução da Justiça

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou na tarde nesta terça-feira a denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o tornou réu na ação que o acusa de corrupção e obstrução da Justiça.

Por unanimidade, os ministros da 1ª Turma do STF votaram favoravelmente ao recebimento da denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). A partir de agora será aberto um processo criminal contra o senador e ele se torna réu por corrupção e obstrução de Justiça. Votaram pela abertura do processo os ministros Marco Aurélio Mello, relator, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Alexandre de Moraes (que não aceitou a denúncia por obstrução da Justiça, mas a denúncia por corrupção passiva).

O ex-presidenciável tucano foi denunciado em junho de 2017 pela Procuradoria-Geral da República, acusado de ter recebido 2 milhões de reais do empresário da JBS Joesley Batista como pagamento de propina, e de tentar impedir as investigações da Operação Lava Jato. Aécio Neves chegou a ser afastado de suas funções legislativas por 46 dias pelo STF, mas foi salvo pelos colegas de Senado. O senador nega as acusações e se diz vítima de uma armação. A sessão da Primeira Turma do STF começou às 14h com a leitura do relatório do ministro Marco Aurélio Mello.

1 Comentário

  • Até quando esses caras,vão pintar e bordar com a sociedade, é pensam que a justiça é sega,so porque tem uma fenda nos olhos,uma hora ela drixa a fenda cair,é ai que a casa cai ,pra eles.

Deixe um Comentário!